am.abra

A FIGA é um evento que realiza um intercâmbio entre chefs regionais e internacionais e divulga a gastronomia amazônica para diversos países. Além da feira de exposição de produtos e serviços, terá a Semana Qualidade Abrasel, Mercado Amazônico e Arena Gastronômica com cozinhas-show e palestras-show com os chefs da cozinha regional, nacional e internacional.

O objetivo da FIGA é gerar conhecimento, fomento, resgate e preservação da gastronomia amazônica e apoiar iniciativas colaborativas a inserção do Amazonas na rota internacional da alta gastronomia.

A FIGA destina-se aos empresários dos diversos segmentos de venda e prestação de serviços do mercado de restaurantes, chefs de cozinhas, estudantes de gastronomia, nutrição, administração e cursos afins, empreendedores interessados em entrar no ramo de alimentação fora do lar, produtores rurais (agricultura e pescado), amantes da gastronomia e público em geral, atraídos pela feira gastronômica. A expectativa é de 40.000 pessoas entre visitantes, expositores, participantes, organizadores, convidados e imprensa.

Os patrocinadores Governo do Estado do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) e Sebrae Amazonas, apresentam junto com a Abrasel a terceira edição da FIGA.

A Abrasel no AM está com stands à venda para os proprietários e comerciantes da área. Mais informações podem ser obtidas nos números 3642-8894 ou 98292-0021. Com mais de 90 estandes entre feira de negócios e praça de alimentação, para visitação durante os três dias, a FIGA sediará mais cinco eventos paralelos:

SEMANA QUALIDADE ABRASEL: a semana promoverá palestrantes abordando temas ligados aos bares, restaurantes e similares, tais como administração com ênfase em gestão, atendimento, vendas e questões trabalhistas, também temas como inovação, tecnologia, conexão e relacionamento, gerando networking e boas práticas.

RODADA DE NEGÓCIOS: Promovendo o encontro entre donos de restaurantes e

fornecedores nas mesas de negociações. O público alvo são os expositores e o público visitante, ambos farão a inscrição antecipada via plataforma específica definindo previamente dias e horários. A mecânica será organizar pequenos encontros, de curta duração, por meio de reuniões de negócios entre empresários que demandam e ofertam produtos e serviços, em sala preparada para esse fim.

MERCADO AMAZÔNICO: Praça de alimentação com quatro restaurantes associados Abrasel, além de oito municípios que irão divulgar seus atrativos turísticos, artesanato e gastronomia.

FEIRA DE EXPOSIÇÕES: Empresas irão expor e comercializar produtos e serviços para restaurantes, além de lançamentos e novidades para o setor. Os expositores podem abranger segmentos como:

• Alimentos: supermercados, estivas, hortifrutis, açougues, produtores rurais.

• Bebidas: marcas de cervejas tradicionais, marcas de cervejas artesanais, marcas de águas e refrigerantes, polpas de frutas.

• Comércio: lojas de equipamentos e utilidades, lojas de eletrodomésticos, lojas de EPI’s e uniformes.

• Ensino: faculdades de gastronomia, administração e áreas afins, MBA’s em gestão e

administração, escolas de Gastronomia, escolas de idiomas.

• Prestadores de serviço: dedetização, manutenção de coifas, ar condicionados e equipamentos, segurança eletrônica.

• Profissionais liberais: turismólogos, gastrônomos, nutricionistas, contadores, advogados, fotógrafos e designers.

ARENA GASTRONÔMICA: Cozinhas-show com grandes chefs locais, nacionais e internacionais utilizando técnicas de cozinha de vanguarda e de cozinha criativa utilizando ingredientes amazônicos.

Conheça um pouco dos chefs e palestrantes já confirmados para a FIGA

  • Pere Castells: de professor de química em Barcelona a coordenador da Bullipedia, o ambicioso projeto da Fundação El Bulli, do chef Ferran Adrià, que pretende catalogar todo o conhecimento culinário do mundo, em uma plataforma digital. Colaborou com a equipe de pesquisa de El Bulli Taller, a oficina criativa do aclamado chef, e passou pela Fundação Alicia, onde dirigiu o Centro de Pesquisas de Inovação Tecnológica. Castells coordenou a edição do “Léxico Científico Gastronômico” (SENAC, 2008), em parceria com Albert e Ferran Adriá, e contribuiu com o curso de “Ciência e cozinha”, da Universidade de Harvard. Em 2016, publicou "La cocina del futuro" (Tibidabo Ediciones). Atualmente, está envolvido com o projeto “Gastrocultura Mediterrânea” e colabora na revista “Investigácion y Ciencia”. Este ano foi presidente de honra do Congresso Mundial de Ciência e Cozinha que aconteceu em Barcelona – Espanha.

  • Danielle Dahoui: A chef Danielle Dahoui tem uma trajetória incrível no ramo gastronômico, começou seu amor pela gastronomia aos 17 anos em uma barraca de praia na Bahia, depois foi para a França para aprender a profissão que exerce com maestria há 25 anos. Em 1996, Danielle Dahoui abriu seu primeiro bistrô, o Ruella Vila Olímpia. Foi a primeira apresentadora mulher no mundo do Hell’s Kitchen – Cozinha sob Pressão e jurada no BBQ Brasil, ambos no SBT. Este ano foi jurada no novo reality idealizado pela Discovery Home&Health no Food Network, A Grande Causa.

  • Angélica Vitali: Ex-publicitária, começou a cozinhar por hobby. Apaixonou-se pela gastronomia molecular e decidiu mudar de profissão há oito anos. Decidida e focada em tudo que faz, foi se especializar em Portugal e na Espanha. Atualmente é chef dos produtos do Ferran Adrià no Brasil, expoente da gastronomia molecular no mundo. Apesar do pouco tempo na profissão, seu nome já é referência na área no país. Gosta de dar aulas e workshops sobre gastronomia molecular para compartilhar seus conhecimentos com outras pessoas. Foi participante do reality gastronômico MasterChef Profissional.

  • Janaina Rueda: Cozinheira autodidata e sommelière por muitos anos, Janaina Rueda é nascida e criada no centro de São Paulo. Sua cozinha é um resgate da comida paulistana boemia. É formada pela ABS e trabalhou como consultora de vinhos Pernod Ricard. Casou-se com o chef Jefferson Rueda, seu mentor e que a ajudou na profissionalização de sua cozinha, juntos realizaram o sonho de abrir o Bar da Dona Onça em 2008. Em 2015 abriram a Casa do Porco Bar é o 39º melhor restaurante do mundo segundo a lista dos 50 melhores restaurantes do mundo, a World's 50 Best, promovida pela publicação inglesa "The Restaurant". Em agosto de 2016, Janaína assumiu o comando do projeto “Cozinheiros pela Educação”, iniciativa da Secretaria da Educação de São Paulo, em parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, e reformulou o cardápio das merendas das escolas estaduais de SP até dezembro de 2018.

  • Arnaldo Lourençato: Arnaldo Lorençato é editor sênior da revista Veja São Paulo e professor da Universidade Mackenzie. Responsável pelas críticas de restaurantes e pela edição de gastronomia da publicação semanal, também é o coordenador editorial do guia anual Comer & Beber, curador da Feira dos Campeões Veja Comer & Beber e autor do Blog do Lorençato, que tem uma média mensal de meio milhão de visitantes. Foi três vezes laureado com o prêmio Abril de Jornalismo.

  • Saulo Jennings: O chef Marc Saulo Jennings Simões trabalhou por muito tempo com gestão de pessoas, marketing e vendas em empresas multinacionais e cozinhava por hobby. Em julho de 2009, transformou sua casa em um restaurante, que chamou de “Casa do Saulo”. Com comida de qualidade, atendimento personalizado e localização privilegiada seu restaurante atrai turistas de todo o Brasil e estrangeiros. O chef santareno tapajônico idealizou e organiza o Festival Gastronômico ‘Cozinha Tapajós’, atraindo alguns do melhores chefs brasileiros e valorizando a cultura amazônica. Ganhou por dois anos consecutivos o prêmio de melhor restaurante da região norte da Revista Prazeres da Mesa.

  • Denise Rohnelt Araújo: Chef de cozinha, proprietária da Cozinha Colaborativa Letras Saborosas com proposta sustentável, dentro de um container com energia solar. Jornalista, colunista de gastronomia no jornal Folha de Boa Vista e apresentadora do programa de vídeo Letras Saborosas da TV Folha BV. Atualmente está voltada à pesquisa de ingredientes e saberes da cultura alimentar roraimense, da culinária indígena da Amazônia. Curadora gastronômica da Feira Rota do SaboRR em Boa Vista (RR) e das três edições da Feira Internacional de Gastronomia Amazônica – FIGA, em Manaus (AM). Foi jurada no reality gastronômico MasterChef Brasil; seu trabalho foi mencionado no livro La Cocina del Futuro do cientista gastronômico catalão Pere Castells. Personagem do livro Eu Amo Comida, no capítulo Eu Amo a Culinária Indígena. Organizadora das recites e consulter culinária do livro Cozinha regional brasileira, mite prayer, da escritoire Roberta Malta Saldanha, lançado em 2018. Participa como palestrante e/ou aula show nos principais eventos gastronômicos do país.

Maiores informações para participar das palestras, rodadas de negócios e aulas show e para compra de estandes é só acessar a página da Abrasel no Facebook ou ligar no telefone (92) 3642-8894 / 98292 0021.

Comentários